Eu sou Arruda, eu sou Flávia Arruda!
Flávia Arruda

Natural de Brasília, Flávia Arruda, nasceu no dia 21 de janeiro de 1980. Filha de Wilma e do engenheiro Paulo Peres, cresceu em Taguatinga com os irmãos Fábio e Fernando. É casada com José Roberto Arruda e mãe de duas filhas.

Formou-se em Educação Física, trabalhou durante um período na área pública e também como apresentadora de TV, e, recentemente retomou o curso de Direito.

Sempre atuou na área social, por influência dos seus pais. Durante todo o período de governo Arruda, como primeira-dama, Flávia desenvolveu e incentivou projetos sociais com o objetivo transformar vidas para melhor.

Na época, idealizou e criou o projeto Mãezinha Brasiliense, onde mulheres grávidas receberam um kit enxoval, atendimento humanizado e prioritário na rede pública de saúde do Distrito Federal. Ao longo de sete meses de projeto na rua, cerca de 25 mil mães e bebês foram beneficiados.

Flávia Arruda também desenvolveu projetos como o Bolsa Universitária, que ajudou 10 mil jovens a realizar o sonho de ingressar na universidade. Idealizou a criação da Educação Integral no Distrito Federal. Neste projeto, universitários que tinham a sua mensalidade paga pelo governo, trabalharam como monitores da educação integral. Milhares de crianças ficavam o dia todo na escola e recebiam três refeições diárias.

Foram construídas 12 Vilas Olímpicas no Distrito Federal, cada uma atende 5 mil crianças e adolescentes no contraturno escolar e oferece atividades como a prática de esportes.

Com o Merenda Escolar, as crianças eram bem alimentadas com leite comprado dos produtores rurais do DF e entregue nas escolas. Sempre foi prioridade para Flávia Arruda levar Assistência às Creches de Brasília, que receberam recursos da ação social e recursos no setor privado. Bem como Assistência aos Idosos por meio de programas contra a diabete, a obesidade e tratamento especial nos centros de saúde.

Pessoas em situação de vulnerabilidade social recebiam uma Cesta Verde do governo, com alimentos comprados diretamente dos produtores rurais. A parceria incentivou os pequenos produtores do DF.

Uma ação do projeto Reconstruindo a Liberdade resultou no concurso Miss Penitenciária, juntos os programas ofereceram às detentas do DF atendimento médico especializado, apoio jurídico e de assistência social. O concurso ajudou a elevar a autoestima das participantes.

Outra luta de Flávia e assinada por Arruda foi o Licença Maternidade, que proporcionou seis meses de licença maternidade para as servidoras do GFD. Além de ações sociais que sempre realizou, como a doação de cadeiras de rodas, de próteses e de cobertores para os mais necessitados.

Acompanhe a Flávia 

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu