Aleitamento Materno e o Agosto Dourado

Estudos comprovam que a amamentação é capaz de salvar a vida de cerca de 13% das crianças, menores de 5 anos, em todo o mundo.

Flávia Arruda8 1024x682 - Aleitamento Materno e o Agosto Dourado

Neste mês, lembramos a Campanha Agosto Dourado. Inicialmente, ela era celebrada entre os dias 1 e 7 de agosto, como sendo a Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM). Mas, dada a relevância do tema, que faz parte de uma história focada na sobrevivência, proteção e desenvolvimento da criança, ela foi estendida para todo o mês.

 E porque a cor dourada? Porque o leite materno é um alimento de qualidade OURO para bebês e crianças.

Este ano, o slogan escolhido é “Apoiar a amamentação para um planeta mais saudável”, já que o leite materno é o alimento mais natural, seguro e renovável que há. O aleitamento materno é promovido logo após o nascimento do bebê, independentemente do tipo de parto, no contato pele a pele, se as condições da mãe e do recém-nascido assim o permitirem. Isso estimula o vínculo afetivo entre ambos.

Por que é tão importante celebrar essa data?

É fundamental celebrar o Agosto Dourado para proteger as crianças e reduzir os níveis de mortalidade infantil. Isso porque o leite materno é um alimento completo, sendo que o colostro, inclusive, é considerado a primeira vacina do bebê.

De acordo com a OMS, o recém-nascido que recebe o leite materno em até uma hora após o nascimento está mais protegido contra infecções. Além disso, nessas situações, há redução das taxas de mortalidade neonatal. Sem contar que esse evento faz com que a amamentação tenha sucesso nas próximas vezes.

O leite materno contém água, gorduras, proteínas, vitaminas e açúcares de que o bebê precisa para se desenvolver bem e crescer de forma saudável. Em sua composição, há ainda anticorpos. É, portanto, um alimento que protege contra infecções, principalmente as gastrointestinais, e contra a desnutrição.

Não é à toa que deve ser o alimento exclusivo até os 6 anos de idade, já que é de fácil digestão, está sempre na temperatura certa e, o melhor, não custa nada. Além disso, o ato de sugar ajuda no desenvolvimento da arcada dentária, da fala e da respiração do bebê. Por isso, é necessário alertar contra os perigos de bicos artificiais, como chupetas e mamadeiras, que podem comprometer a amamentação. Crianças e jovens que foram amamentados quando bebês têm menos chances de apresentarem obesidade, segundo a OMS. Estão também mais protegidos contra problemas respiratórios e alergias.

Para as mães, a amamentação, além de aumentar o vínculo com a criança, ajuda a perder peso após o parto e ainda protege contra o câncer de mama e de ovário.

- Aleitamento Materno e o Agosto Dourado
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments