Como ganhar Bolsa Universitária
Bolsa Universitária

Bolsas de estudos no ensino superior visam ajudar financeiramente os estudantes que desejam fazer uma graduação e não tem condições de pagar a mensalidade da faculdade privada. Tanto universidades, quanto o governo e empresas privadas podem proporcionar o acesso à educação.

Ingressar em uma universidade pública é uma das opções, mas os melhores cursinhos pré-vestibular costumam ser caros. Por isso, conquistar uma bolsa de estudos é o sonho de muitos jovens brasileiros. As bolsas de estudos são oferecidas em muitas universidades particulares. Mas antes de se matricular em uma universidade privada, verifique se ela tem o reconhecimento do Ministério da Educação (MEC).

Existem vários recursos para quem busca bolsa integral ou desconto nas mensalidades, programas que pagam um valor extra para o aluno ou ajuda de custo para que ele possa se manter sem precisar interromper os estudos.

A ajuda de custo pode cobrir despesas como:

  • Transporte
  • Moradia
  • Alimentação
  • Livros e materiais didáticos

Critérios que podem ser avaliados para a participação em programas de bolsa de estudo:

  • Renda do estudante e da família;
  • Desempenho escolar e nota do Enem;
  • Parentesco (familiares de alunos e funcionários da faculdade);
  • Empresas que pagam a faculdade de seus funcionários.

Conheça diferentes tipos de bolsas de estudos

Bolsa Universitária 1024x682 - Como ganhar Bolsa Universitária

Bolsa Prouni

O Programa Universidade para Todos é uma iniciativa do Governo Federal que concede bolsa de estudo integral (100%) ou parcial (50%) para estudantes de baixa renda em instituições privadas de ensino superior.

As edições do Prouni são realizadas duas vezes ao ano, no primeiro e segundo semestre. Para se inscrever, é preciso ter renda familiar de até três salários mínimos por pessoa, ter prestado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e corresponder a alguns dos requisitos abaixo:

  • Ensino médio em escola pública ou em escola privada na condição de bolsista integral;
  • Pessoa com deficiência.

Para mais informações sobre o Prouni acesse: http://siteprouni.mec.gov.br/

Bolsas de Iniciação Científica

As bolsas de iniciação científica disponibilizam ajuda de custo aos estudantes que se dedicam à pesquisa acadêmica. Para participar é preciso já estar matriculado na universidade. Os tipos, critérios e áreas são de acordo com cada instituição.

Bolsas de Empresas

Pensando na qualificação dos funcionários, muitas empresas têm programas de incentivo e oferecem bolsas de estudo. A formação pode ampliar as chances de promoção ou aumento salarial. Procure se informar melhor no RH da sua empresa.

Bolsas Universitárias

Programas de bolsa de estudos de faculdades particulares podem variar. Consulte o site da universidade de seu interesse ou busque a secretaria da instituição para se informar sobre as opções e critérios das bolsas e condições para conseguir os descontos.

  • Descontos e bolsas para quem tem um bom desempenho no processo seletivo;
  • Descontos e bolsas para alunos de baixa renda;
  • Descontos para familiares e funcionários.

O projeto Bolsa Universitária

O programa Bolsa Universitária do Distrito Federal, foi idealizado por Flávia Arruda para incentivar e promover o acesso à educação e qualificação profissional. O programa apresentava duas modalidades. Na primeira, modelo de estágio, o aluno não pagava nada. A bolsa era de 80% da mensalidade. A entidade de ensino superior pagava 20% restantes e poderia, se aprovada a lei, ser utilizada como crédito no pagamento de alguns tributos como ISS, IPTU, IPVA e taxas de ocupação.

O aluno que não pagava nada, que recebia bolsa integral, deveria dar 20 horas semanais de trabalho como estagiário em órgãos Governo do Distrito Federal, prioritariamente na educação integral.

A segunda modalidade da bolsa era aquela em que o Governo do Distrito Federal pagava 50% em dinheiro. A entidade de ensino superior dava 20% do bolso dela e o aluno pagava 30%. Ou seja, a bolsa era de 70% e o aluno pagava 30%. O aluno precisava apenas contribuir com 4 horas semanais nos finais de semana para trabalhos no Governo do Distrito Federal.

Em 2008, foram assinados 37 convênios com entidades de ensino superior, que participaram desde o primeiro momento e destinaram mais de três mil bolsas universitárias na modalidade de estágios.

O projeto previu atingir a meta de 10 mil bolsas universitárias. As unidades que ofereciam mais de 100 vagas eram: JK, Projeção, IESB, UNIDF, UPIS, UNIP, FACITEC, CEUB, UNIEuro e Católica. No período do projeto, foram 2113 bolsas de estudo no Distrito Federal.

Priorizar e valorizar a educação, com o objetivo de oferecer qualificação profissional, conhecimento e cidadania à população é uma maneira de reduzir desigualdades sociais, promover o bem-estar e o desenvolvimento social.

Acompanhe a Flávia 

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu