Natural de Brasília, Flávia Arruda, nasceu no dia 21 de janeiro de 1980. Filha de Wilma e do engenheiro Paulo Peres, cresceu em Taguatinga com os irmãos Fábio e Fernando. É casada com José Roberto Arruda e mãe de duas filhas.

Formou-se em Educação Física, trabalhou durante um período na área pública e também como apresentadora de TV, e, recentemente retomou o curso de Direito.

Sempre atuou na área social, por influência dos seus pais. Durante todo o período do governo Arruda, como primeira-dama, Flávia desenvolveu e incentivou projetos sociais com o objetivo transformar vidas para melhor.

Mãezinha Brasiliense

Em 2009, Flávia Arruda idealizou e criou o projeto Mãezinha Brasiliense, onde mulheres grávidas receberam um kit enxoval, atendimento humanizado e prioritário na rede pública de saúde do Distrito Federal. Ao longo de sete meses de projeto na rua, cerca de 25 mil mães e bebês foram beneficiados.

O acompanhamento foi realizado por profissionais capacitados nas diversas unidades da Secretaria de Saúde que contribuiram com atendimento material e psicológico para mães que ganhavam os seus bebês nos hospitais públicos. Funcionários da rede Mãezinha Brasiliense participam de todo o processo, dando suporte às mães desde a internação até a alta.

flavia arruda maezinha brasiliense projeto social - Flávia Peres Arruda
Gisele dos Santos, uma das mãezinhas que aproveitaram o projeto Mãezinha Brasiliense, de Flávia Arruda

Com a intenção de dar apoio à mãe e ao bebê, o projeto também orientava as mamães de primeira viagem.

  • Atender necessidades do nascituro;

  • Fortalecer os vínculos socioafetivos familiares de mulheres gestantes;

  • Despertar a responsabilidade materna e estimular o vínculo afetivo com o bebê, entre outros aspectos fundamentais para o desenvolvimento psicossocial da criança;

  • Orientar as gestantes sobre amamentação, cuidados com o bebê e planejamento familiar, por meio de palestras educativas e distribuição de material didático;

  • Estimular a realização do pré-natal desde o início da gravidez;

  • Conscientizar e incentivar a doação de leite materno;

  • Contribuir para o aumento de registros civis realizados no Distrito Federal.

Os Kit Enxoval foram distribuídos nas Unidades por profissionais capacitadas, chamadas “Mãezinha Brasiliense”, que realizam visitas no Alojamento Conjunto (ALCON), cadastram cada mãe e orientam sobre aleitamento materno, que envolve a educação da mulher sobre os cuidados próprios do ato, junto ao Banco de Leite dos hospitais.

O Kit Enxoval continha 22 itens e era oferecido nas Unidades de Saúde do Distrito Federal:

  • Bolsa com cobertor

  • Roupinhas de bebê

  • Meias

  • Fralda descartável

  • Pomada para assadura

  • Lenços umedecidos

  • Trocador portátil

Bolsa Universitária

flavia arruda bolsa universitaria projeto social - Flávia Peres ArrudaFlávia também desenvolveu projetos como o Bolsa Universitária, que ajudou 10 mil jovens a realizar o sonho de ingressar na universidade.

O programa apresentava duas modalidades. Na primeira, modelo de estágio, o aluno não pagava nada. A bolsa era de 80% da mensalidade. A entidade de ensino superior pagava 20% restantes e poderia, se aprovada a lei, ser utilizada como crédito no pagamento de alguns tributos como ISS, IPTU, IPVA e taxas de ocupação.

O aluno que não pagava nada, que recebia bolsa integral, deveria dar 20 horas semanais de trabalho como estagiário em órgãos Governo do Distrito Federal, prioritariamente na educação integral.

A segunda modalidade da bolsa era aquela em que o Governo do Distrito Federal pagava 50% em dinheiro. A entidade de ensino superior dava 20% do bolso dela e o aluno pagava 30%. Ou seja, a bolsa era de 70% e o aluno pagava 30%. O aluno precisava apenas contribuir com 4 horas semanais nos finais de semana para trabalhos no Governo do Distrito Federal.

Educação Integral

Idealizou a criação da Educação Integral no Distrito Federal na promoção da educação. Em contrapartida, os jovens se capacitam e ficam longe da violência.

Neste projeto, universitários que tinham a sua mensalidade paga pelo governo, trabalharam como monitores da educação integral. Milhares de crianças ficavam o dia todo na escola e recebiam três refeições diárias.

Cursos Técnicos

Em todo o Brasil, vimos pessoas que terminaram o ensino médio, que foram bons alunos, mas que não conseguiram passar em uma universidade pública e não tinham dinheiro para pagar uma particular. Em função disso, muitas pessoas não conseguiram entrar no mercado de trabalho. Foram 4.500 alunos formados no período do Governo Arruda.

Os cursos técnicos ofereceram a possibilidade para que todos tivessem oportunidade profissional, com a qualificação adequada. “O estudo técnico e a educação integral fazem a diferença no Brasil de hoje e o de amanhã”.

Educação de Jovens e Adultos

Na época do governo de Arruda, apesar de os indicadores mostrarem o DF em uma condição favorável em relação a outras localidades, ainda havia muito a fazer na educação de jovens e adultos, como reduzir o analfabetismo e proporcionar novas oportunidades a essa parcela da população.

O programa dava oportunidade a seus alunos de prosseguirem os estudos no 1º segmento da educação de jovens e adultos.

Cada jovem ou adulto alfabetizado, que aprendeu a ler e a escrever, tinha prioridade nos cursos de capacitação profissional. Com isso, o aluno estava apto a ser inserido no mercado de trabalho com mais facilidade. Neste projeto, a escola ia até o aluno.

Vilas Olímpicas

Foram construídas 12 Vilas Olímpicas no Distrito Federal, cada uma atende 5 mil crianças e adolescentes no contraturno escolar e oferece atividades como a prática de esportes.

Merenda Escolar

Com o Merenda Escolar, as crianças eram bem alimentadas com leite comprado dos produtores rurais do DF e entregue nas escolas.

Assistência às Creches

flavia arruda assistencia as creches projeto social - Flávia Peres Arruda
Flávia Arruda visitando uma das creches beneficiadas por seu projeto social

Na época do governo Arruda, como primeira dama, Flávia Arruda ajudou a transformar a vida de milhares de crianças e nunca deixou atrasar o repasse de verba para as creches. Todas as creches de Brasília receberam recursos da ação social e Flávia também buscou recursos no setor privado.

Assistência aos Idosos

Flávia Arruda também sempre priorizou a Assistência aos Idosos por meio de programas contra a diabete, a obesidade e tratamento especial nos centros de saúde.

Cesta Verde

Pessoas em situação de vulnerabilidade social recebiam uma Cesta Verde do governo, com alimentos comprados diretamente dos produtores rurais. A parceria incentivou os pequenos produtores do DF.

Reconstruindo a Liberdade

Uma ação do projeto Reconstruindo a Liberdade resultou no concurso Miss Penitenciária, juntos os programas ofereceram às detentas do DF atendimento médico especializado, apoio jurídico e de assistência social. Idealizado e coordenado pela ex-primeira-dama do Distrito Federal, Flávia Arruda e realizado pela Coordenação para Assuntos da Mulher (Cam), da Secretaria de Justiça, o concurso ajudou a elevar a autoestima das participantes.

Com o principal foco voltado para a ressocialização das presas da Colmeia, o projeto promoveu outras ações como o concurso de poesia e redação, e ainda oferecia cursos profissionalizantes para as ganhadoras do Miss Penitenciária e do concurso literário.

Licença Maternidade

Outra luta de Flávia e assinada por Arruda foi o Licença Maternidade, que proporcionou seis meses de licença maternidade para as servidoras do GFD.

Ações Sociais

Doação de cadeiras de rodas e próteses e de cobertores para os mais necessitados.

Fechar Menu