Flávia Arruda cobra informações sobre medidas protetivas no DF

A deputada federal Flávia Arruda (PL/DF) enviou nesta terça-feira (21) pedido para as secretarias de Justiça e Segurança do DF para que revelem como estão sendo acompanhados os casos de violência contra a mulher em que foram concedidas medidas protetivas.

De acordo com Flávia Arruda, é necessário que as mulheres sintam que estão amparadas e protegidas quando procuram o poder público. “Medidas cumpridas efetivamente reforçam que as vítimas não estão sozinhas e precisam denunciar a violência”, reforçou a parlamentar.

Flávia Arruda é coordenadora da comissão externa de combate à violência contra a mulher e feminicídio da Câmara dos Deputados. A comissão tem como objetivo fiscalizar as políticas públicas e protocolos aplicados no país.

Distrito Federal

Nesta segunda-feira o DF registrou o 13º caso de feminicídio de 2019. Debora Tereza Correa, de 43 anos, foi assassinada em seu local de trabalho pelo por Sergio Murilo dos Santos, com quem já havia tido um relacionamento amoroso.

Acompanhe a Flávia 

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu