Natural de Taguatinga, Flávia Arruda, nasceu no dia 21 de janeiro de 1980. Filha do engenheiro Paulo Peres e da professora Wilma, família que sempre amou e lutou para que Taguatinga Norte fosse um bom lugar para viver. Durante a infância e adolescência, Flávia e os irmãos, Fábio e Fernando, foram muito felizes, brincaram e compartilharam momentos com muitos amigos da QNA 32. É casada com José Roberto Arruda e mãe de Maria Luisa e Maria Clara.

Formada em Educação Física na Universidade Católica de Brasília, Flávia trabalhou em Taguatinga por um período, até decidir montar uma escola, no Recanto das Emas. Em 2019 formou-se bacharel em Direito pela Unieuro e iniciou seu mandato de deputada federal pelo Distrito Federal.

À convite da TV Bandeirantes, foi apresentadora do programa Nossa Gente, que abordava projetos de sucesso na área social. Alguns anos depois, foi para São Paulo, onde foi apresentadora da previsão do tempo em um jornal de rede nacional. Retornou à Brasília antes do nascimento da sua segunda filha, Maria Clara.

Sempre atuou na área social, por influência dos seus pais. Durante todo o período de governo Arruda, como primeira-dama, Flávia desenvolveu e incentivou projetos sociais com o objetivo transformar vidas para melhor.
Na época, idealizou e criou o projeto Mãezinha Brasiliense, em que mulheres grávidas receberam um kit enxoval, além de atendimento humanizado e prioritário na rede pública de saúde do Distrito Federal. Ao longo dos sete meses de projeto na rua, cerca de 25 mil mães e bebês foram beneficiados pelo programa que terá uma versão nacional, o Mãezinha Brasileira, proposto em projeto de lei apresentado por Flávia.

Flávia também desenvolveu o projeto Bolsa Universitária, que ajudou milhares de jovens a realizar o sonho de ingressar na universidade, e, ainda, o Vilas Olímpicas, que deu início e incentivou a criação da Educação Integral no Distrito Federal.

Um pouco da história da família Peres

Vindos do sul de Minas Gerais, a família Peres foi pioneira em Brasília. Os irmãos Alberto e César, juntamente com o sobrinho Paulo, avô de Flávia, chegaram na capital antes da sua inauguração. Alberto foi fundador e o primeiro presidente da Associação Comercial e Industrial de Taguatinga (ACIT) e uma grande inspiração para Flávia.

A partir de laços de amizade com Juscelino Kubitschek, César se tornou presidente do Partido Social Democrata no Distrito Federal. Juntos, os irmãos Peres fundaram a Construtora Ipê e construíram o primeiro prédio de alvenaria em Taguatinga. Em 1968, Alberto, João Herculino e amigos da educação no Distrito Federal, fundaram o CEUB, hoje conhecido como UniCEUB.